Brilha uma estrela sobre o mar do mundo

Pe. Ermanno M. Toniolo

Maria é o fruto mais belo e precioso da redenção de Cristo seu Filho. Revela seu mistério, que insere as raízes no tempo e se estende a todos os homens, no tempo e além do tempo, para salvá-los todos e para salvar em cada um todo o homem. O mistério de Cristo salvador é, realmente, como um imenso manto de misericórdia estendido pelo amor divino sobre o mar de males e do mal, que submerge a humanidade. Nunca cessou de agir, porque sempre está presente: em quem sabe pensar e agir com reta consciência; em quem se imola pelo bem dos outros, em quem, arrependido, pede perdão: é idéia, é luz, é força, é coragem, é vida.

Em Maria, agiu a graça transformante. (...) Suas mãos maternais estão cheias de nossos pequenos presentes. Ela é qual coordenadora misteriosa e santa de todos os esforços de seus filhos, aquela que reúne tantas coisas boas desconhecidas, os sacrifícios, as humildes orações e oferece o ramalhete de amor a Deus pela família humana. Sua habilidade de Virgem, seu poder de Mãe, enfeitam nossas ofertas da pobreza humana, que, por meio dela, se transformam em precioso tesouro para recompor o rosto manchado da raça humana. “Orai e fazei penitência pelos pobres pecadores”, exortou mais vezes em suas freqüentes aparições. É a repetição da pregação de Jesus e dos apóstolos: “Convertei-vos, fazei penitência: o Reino de Deus está próximo” (Mt 4,17; Mc 1,15; 6,12; At 2,37-40).

Sua presença no mundo, soberanamente operante, tem um único fim: reproduzir nos filhos os traços do Filho. Suas últimas palavras que o Evangelho lembra, perpassam os séculos: são seu testamento, comprometem nossa resposta de amor: “Fazei aquilo que ele vos disser” (Jo 2,5).

Então disse aos servos a mãe:/ ‘Fazei o que ele disser’./ São as últimas palavras,/não mais ouviremos sua voz. /Agora iniciará o Filho a falar:/ Escutai o que ele disser./É o céu, é Deus que fala, ó homem/E só o que Ele disser, fazei-o. (David M. Turoldo).

Acima dos esforços comuns e pessoais, sobre o mar proceloso do mundo, brilha uma estrela: indica o caminho, sustenta, convida a viver à luz que não conhece ocaso. Traz um nome de paz: Maria. (...) No céu... transfigurada pelo Espírito até em seu corpo, agora espiritualizado, não cessa, impelida pelo Amor de estender as mãos para abraçar a terra e elevá-las para Deus a fim de impetrar graça.

Porque é Mãe. O Amor, aquele amor que é insistência viva do Espírito Santo, não lhe dá tréguas, até que nós, todos – transformados como ela numa única coisa em Cristo glorioso por obra do Espírito – não estivermos com ela na plenitude eterna do Amor infinito.

Fonte: obra “Seu Nome é Maria”, do Pe. Ermanno M. Toniolo, tradução do original “La chiamiamo Madonna”, Edições Paulinas, 1979
Share on Google Plus

Sobre os comentários no site da Congregação Mariana da Anunciação - Santos - SP

Caso deseje comentar, utilize a caixa de comentários do Facebook, logo abaixo. Não serão permitidos comentários ofensivos ou contrários à fé católica. Salve Maria!
    Blogger Comment
    Facebook Comment