Sobre Maria, o que disse...

...São João Paulo II:

"Tendo recebido de Cristo a salvação e a graça, a Virgem é chamada a desempenhar um papel relevante na redenção da humanidade. Com a devoção mariana os cristãos reconhecem o valor da presença de Maria no caminho rumo à salvação, recorrendo a Ela para obter todo o gênero de graças. Eles sabem sobretudo que podem contar com a sua intercessão materna, para receber do Senhor [tudo] quanto é necessário ao desenvolvimento da vida divina e à obtenção da salvação eterna.
Como atestam os numerosos títulos atribuídos à Virgem e as peregrinações ininterruptas aos santuários marianos, a confiança dos fiéis na Mãe de Jesus impele-os a invocá-la nas necessidades quotidianas. Eles estão certos de que o seu coração materno não pode permanecer insensível às misérias materiais e espirituais de seus filhos." (Audiência de quarta-feira, 05/11/1997)

...São José de Anchieta:
Se o não sabes, a Mãe dolorosa reclama
para si quanto vês sofrer ao filho que ama.
Pois quanto Ele aguentou em seu corpo desfeito,
tanto suporta a Mãe no compassivo peito.
Ergue-te pois e, atrás da muralha ferina
cheio de compaixão, procura a Mãe divina.
Deixaram-te uma e outro em sinais bem marcada
a passagem: assim, tornou-se clara a estrada.
Ele aos rastros tingiu com Seu sangue tais sendas,
ela o solo regou com lágrimas tremendas.

(Poema à Virgem, 1563)


...São João XXIII:

Eis-nos em maio! As almas são espontaneamente atraídas a venerar com particular atestação de amor a Mãe de Deus; e as cerimônias nas Igrejas do orbe católico, desde os celebrados santuários marianos até às humildes capelas das aldeias montanhosas e das terras de missão, como também as fervorosas devoções no seio das famílias cristãs, constituem uma tocante confirmação da atração universal que a Virgem santa exerce sobre seus filhos. (...)
Veneráveis irmãos e amados filhos! O mês de maio oferece ocasião propícia para uma preparação assim tão séria e intensa. Renovando a união unânime de oração em torno de Maria, Mãe de Jesus, seja ele passado com particular intensidade de afeto, nas diversas formas que a piedade popular reveste em cada região. "E o Rosário de Maria, oh! que belo ramalhete de flores seria sempre, entre todas estas variações de ternuras e de aflições piedosamente entrelaçadas, meditando e invocando a cara Mãe celeste!" (Carta Apostólica Oecumenicum Concilium, 28/04/1962) 


Fonte: A Alvorada de maio/2014
Share on Google Plus

Sobre os comentários no site da Congregação Mariana da Anunciação - Santos - SP

Caso deseje comentar, utilize a caixa de comentários do Facebook, logo abaixo. Não serão permitidos comentários ofensivos ou contrários à fé católica. Salve Maria!
    Blogger Comment
    Facebook Comment